Meus queridos!

O assunto dinheiro já gerou livros e mais livros, materiais de todos os tipos, criados por experts de diferentes áreas.

E mesmo assim, vejo muitos amigos e pacientes lidando com esse assunto de uma maneira muito negativa, mesmo com todo esse material disponível.

Daí surge a questão: por que muitos de nós não tem a realidade financeira que deseja?

Bom, acredito que existam infinitas explicações para isso! Mas vou fazer uma lista baseada na minha própria experiência pessoal, e profissional. Vamos lá?

1 – Crenças negativas com relação ao dinheiro

Essa é a base de tudo!

Não dá pra tratar com analgésico um problema crônico, é preciso curar a ferida!!!!

Independente se suas crenças negativas com relação a dinheiro vem dos seus pais, da sociedade, de experiências pessoais traumáticas, da religião, etc, entenda uma coisa: você é único e você CRIA sua realidade!

Analise com carinho sobre:

  • como você se sente quando pensa em dinheiro
  • quais as suas emoções ao pagar uma conta
  • com quanto de amor você administra sua vida financeira

Bateu angústia? É hora de pedir ajuda!!!!

Se conseguir, faça uma auto análise e transforme essas crenças.

Quando crianças muitas crenças são importantes, como por exemplo: “não fale com estranhos“. Mas depois de adultos, precisamos redefinir nosso sistema de crenças, eliminando o que não faz mais sentido, e acrescentando o que nos é benéfico na realidade em questão.

Nem sempre é fácil ter essa percepção, por isso… para ajudar a identificar essas crenças e reorganizar a base de tudo, eu indico a terapia Thetahealing. Foi o que salvou a minha vida e de muitos ao meu redor!

2 – Como você vê o seu dinheiro?

Depois de limpar a base, é hora de cuidar da relação.

Quando você tem um namorado novo, você cuida dele com muito carinho e atenção, não é mesmo?

Bom, é nesse mesmo ritmo que você precisa cuidar do seu dinheiro!

Imagine que ele é uma pessoa, e que você precisa dar a atenção que ele merece, para que seja uma troca digna e justa!

Para ir mais a fundo nessa questão mega importante, segue essa palestra sobre o assunto. Tenho certeza que vai transformar sua visão!

Se desconecte da crise financeira

3 – Valorizando-se

Independente se você é dono de casa, assalariado, autônomo, empresário, sonhador, funcionário… você PRECISA se valorizar!

O dinheiro é um objeto de troca. E você precisa desse objeto para viver aqui na terceira dimensão!

Mas o mais importante é o VALOR que VOCÊ identifica em cada coisa.

Quando você vai ao shopping, pode olhar um sapato de 8oo$ e achar caríssimo. Outra pessoa vai olhar o mesmo sapato e achar super barato. Por quê? Pois cada um de nós identifica um valor específico em cada produto/serviço, de acordo com nossas preferências. Não existe certo/errado, barato/caro, existe oferta e procura.

E eu te pergunto: quem vai querer te contratar, comprar seu produto, ou ser seu amigo se você acha que não vale nada?

Pois bem, em todos os aspectos da vida, não só no financeiro, se valorizar é fundamental! Pense nessa questão, com MUITO carinho!

Para ilustrar essa parte, segue um vídeo incrível da minha amiga e terapeuta Gisela Vallin

4 – Emoções e sensações

Como já falamos, precisamos ver o dinheiro com carinho, dar a atenção que ele merece!

Se você já cuidou das suas crenças, já entendeu e quer colocar todos os outros ítens na prática, mas ainda não se sente íntimo do dinheiro, eu sugiro os Florais de Bach!

Muitas vezes temos a teoria pronta na cabeça, mas na prática… emoções limitantes impedem nosso sucesso.

Está então na hora de transformar o medo em coragem, a procrastinação em ação, os traumas em alívio e aprendizagem, o perfeccionismo em leveza, e o negativo em positivo!

Como os Florais podem te ajudar a SENTIR isso tudo? Veja nesse vídeo que preparei especialmente pra vocês!

5 – Eu não sou obrigado!

Lembre, você não é obrigado a nada, você escolhe o que vivencia em sua realidade!

Se você viu seu amigo comprando um celular de última geração, mas não tem o menor interesse, você não é obrigado a ter um!

Se você quer ter eletrecidade em sua casa, você precisa pagar por ela! Mas você não é obrigado, é apenas uma troca!

Se você acha a aula de dança cara, você não é obrigado a pagar!

Se você acha aquele tratamento caro demais, você não é obrigado a pagar!

Se você acha aquele modelo novo de vestido caro demais, você não é obrigado a pagar!

É apenas uma troca, uma questão do que é prioridade pra você! Escolha a seu favor, você é LIVRE!

6 – Use uma boa energia para pagar

E indo pela filosofia do ítem 5, faça seus pagamentos com carinho!

Use uma boa energia quando for pagar suas contas.

Quando for ao mercado, agradeça pelo dinheiro que te possibilita fazer essas compras. Agradeça seu lar que te acolhe. Agradeça seu chuveiro elétrico. Agradeça seu prato de comida. Agradeça pela TV. Agradeça pela água que sai da torneira. Pelo mundo de possibilidades que você acessa pela internet.

Reclame menos, até chegar ao ponto de valorizar cada produto e cada profissional que presta serviços para você!

No meu ritual… 🙂

…eu faço um coração em cada conta que pago, e dou um beijinho em cada moeda ou dinheiro que recebo. Mas esse é o meu ritual, crie o seu! O que faria sentido pra você com relação a ser grato por cada conta paga?

7 – Lei da abundância

E fechando com chave de ouro, vamos lembrar que o universo é infinito!

Nem todo mundo quer uma Ferrari, eu mesma estou muito bem andando de metrô!

Se a gente foca na falta, é falta que teremos!

Então a dica é, se você identificou que está com uma dívida, foque na solução que é ter mais dinheiro em sua conta bancária. Não se preocupe em COMO você vai fazer isso, deixe o Universo agir através da sua intuição, dê atenção aos sinais!

Por exemplo: Peça ajuda a algum profissional de finanças, trabalhe mais horas por um tempo, cobre aquele amigo que está te devendo, venda algo que você não usa mais, reavalie alguns gastos, faça troca de serviços ou favores, enfim, dê o passo que for preciso e depois disso DEIXE ACONTECER!

Preste atenção, não é ficar em casa olhando pela janela esperando o caminhão do Faustão. Faça o que estiver ao seu alcance, e depois disso deixe as coisas irem acontecendo! Com leveza e paciência. Um passo de cada vez.

Preste atenção nos sinais!!!!

Use o negativo apenas para conhecer o oposto, o positivo deve ser o seu foco!

Se você tem uma dívida, foque na busca por uma outra fonte de renda;

Se você quer um carro, agradeça por ter transporte público e pense no novo carro com alívio, jamais com ansiedade;

Se você quer um novo emprego, foque em agradecer o ganha pão atual, ou agradeça por esse tempo para se dedicar a busca do novo trabalho.

Enfim, espero do fundo do meu coração que essas dicas possam te ajudar de alguma forma na situação que você se encontra.

E para finalizar, a minha palestra super especial sobre o assunto: Prosperidade, modo de enxergar

Um beijo!

Adriana Souza

Adriana Souza é Coach de Corpo e Alma e Especialista em Florais de Bach.