Mas eu não saberei lidar se…

Meus queridos!

Hoje quero falar sobre nosso medo de errar, e sobre as tentativas que nem nos damos a oportunidade de ensaiar!

(Tem um convite LINDO no final desse email para quem for de São Paulo ou desejar se locomover até lá!)

Repararam que quando falei sobre medo de errar eu disse “nosso medo“?
Pois bem! Eu até hoje não conheci ninguém que dissesse: “Nossa! Eu faço absolutamente tudo que me vem a cabeça, se errar, vou deboas para outra tentativa, eu sempre me acolhi bem depois de um erro.“

Todos nós temos medo de errar. Ninguém gosta de falhar. Ninguém gosta de ter suas ideias criticadas. Todo mundo se preocupa com o que podem pensar a nosso respeito.

Então, acho que só nos resta encarar os fatos!

E encarar mesmo! Jogar os cabelos pro lado – se você não tem cabelo, estufe o peito! – e bora pra frente!

Como diz o ditado: vai com medo mesmo!

Senão, a gente não sai nem da barriga da mãe!!!!

Meus queridos, ha 6 anos eu não me via morando no Canadá, muito embora já tivesse com o visto em mãos, depois de longos anos de processo de imigração. Eu NUNCA (leia nunca com toda a ênfase da sua alma) me imaginei sendo autônoma. Eu nunca imaginei que falaria 3 idiomas no meu dia a dia. E eu achava que se um dia, eu vivesse tudo isso, seria depois de virar um Buda, ou depois de ter tomado muita cachaça, e não é nenhum dos dois casos!!!!!

Hoje eu olho pra iso tudo e penso: cáspita!!!!
E hoje eu AINDA morro de medo de um monte de coisa. Ainda me sinto mal quando falo errado francês com a moça do correio. Ainda me culpo por não me expressar em inglês como gostaria. Eu ainda fico preocupada de não saber lidar com todas as 500 mil regras de um trabalhador autônomo.

Mas quando essa pilha de medos me assombra, eu tento usar algumas ferramentas, dessas que tento passar para vocês! Uma ferramenta que gosto muito é de olhar para as coisas que eu já consegui fazer, ser grata por elas, e lembrar que esses desafios já foram superados. E que do mesmo jeito que a Adriana de 6, 10, 20 anos atrás me olha com orgulho, eu posso olhar com orgulho, humildade, honestidade e coragem para as inseguranças da Adriana de 2016!

Do fundo do meu coração, eu desejo que você use a ferramenta que estiver ao seu alcance, nesse segundo, para lembrar que você é a pessoa mais importante do mundo! Que você tem uma essência perfeita pulsando dentro do seu peito, e que é daí que sai toda a sua realização!

Ninguém sabe a bênção que é ser você, portanto, usufrua com maestria essa função!

Caso você deseje despertar a sua essência perfeita, obviamente, eu recomendo os Florais de Bach!

Nesse sábado, dia 26/11/2016 o Instituto Avalon oferece uma aula aberta, ou seja, gratuita! É a primeira aula da turma 2016/2017. Vá até lá, sinta no seu coração se a filosofia do Dr Bach ressoa com a sua essência perfeita, se você se conecta com a energia do Avalon, dos professores, e quem sabe, esse caminho não pode te ser útil, como foi pra mim? 🙂

Ah, lembrando que lá no Avalon eles oferecem também atendimentos individuais. Com os profissionais mais competentes e amorosos que eu conheço!
E se na pior das possibilidades, você estivem sem condições de pagar por um tratamento de terapia Floral, eles também tem o ambulatório mensal, são consultas gratuitas para quem não pode se oferecer um tratamento. Lindo né? Morro de orgulho deles também!

Aqui está o vídeo do meu mestre Ser Rios, dá uma olhadinha no convite.
Ah, lá no Youtube do Avalon tem novos vídeo-aulas sobre os Florais, confira!

Inscrições aqui: http://www.institutoavalon.com.br

Enfim, eram esses os recadinhos de hoje.

Que você possa reconhecer a beleza de cada passo!

Um beijo no seu coração!

Adriana Souza é Coach de Corpo e Alma e Especialista em Florais de Bach.